Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘2009’ Category

Todos temos sonhos

Todos nós temos sonhos. Uns possíveis, outros não. Embora seja perigoso dizer que uns não são possíveis, até acredito que tudo é possível até que alguém venha dizer que é impossível, e estragar tudo. Mas quem tem autoridade para dizer alguém o que é impossível?

Ninguém conhece o limite e a força do ser humano, sendo assim, se você realmente quiser seu sonho, vá se realizar. Santos Dumont queria voar, e voou, Henry Ford queria se deslocar sem que para isso seu corpo precisasse se movimentar, e assim o fez.  Vários exemplos de sonhos impossíveis que se tornaram realidade podem ser citados, basta acreditar e enfrentar os obstáculos que aparecem pelo caminho.

Os únicos obstáculos que não posso ultrapassar são aqueles em que eu não me permito lutar.

Anúncios

Read Full Post »

Read Full Post »

Acordei hoje é só conseguia ouvir o silencio absurdo que ecoava pelos ares, assustado abri a janela e vi que já era dia, o sol queimava, tive a impressão de ouvir o barulho dele em chamas. A cidade inteira parada, corri meus olhos pelo horizonte e avistei urubus sobrevoando o céu em seu ritual de caça, araras, tucanos, águias e gaviões também coloriam o céu, mas esse colorido tinha algo de triste, não sabia o que estava acontecendo, mas o ar era pesado, resolvi então sair pelas ruas para ver o que estava acontecendo,  não via nada, nenhum movimento apenas o coração apertado e o nó na garganta, teria eu morrido?

Os espíritas dizem que muitas vezes a gente morre e não sabe, por alguns segundos pensei nessa hipótese, corri até a igreja para rezar e quem sabe chegasse algum espírito e esclarecesse a minha morte, entrei na igreja e vi algumas velas acesas, talvez o único movimento que eu tenha visto até agora, tirando os faróis que abriam e fechavam para ninguém, nem as arvores se mexiam, pois não havia uma brisa se quer, apenas silencio, pássaros e o sol queimando, me ajoelhei rezei, rezei, e nada, nenhum espírito veio até mim e me levou ao reino dos céus, seria eu um morto destinado ao inferno?

Achei melhor nem rezar para pedir a um anjo caído que viesse me buscar, nuca ouvi boas historias do inferno, talvez seria melhor viver na solidão do mundo que sofrer a dor do dos maus tratos infernais, lembrei-me que nas historias que ouvi, li e vi o inferno era sempre retratado como um ambiente quente e hostil, e nesse dia estava muito quente só faltava a hostilidade, um calafrio me subiu pelo corpo. Já estaria eu no inferno? Mas e o julgamento final, meu direito de defesa, meus arrependimentos, foi assim uma decisão arbitraria?

Achei melhor deixar de lado essa idéia de morte, ela não poderia ser assim tão real, afinal sentia meu corpo via as coisas e a cidade era a mesma, apenas sem movimento, e quem me explicaria os pássaros? Resolvi então andar pela cidade, sai a esmo, em algum lugar tinha que haver uma explicação. Já andava a algumas horas quando vi uma senhora vestida de preto dos pés a cabeça, atravessava a rua apressada, corri em sua direção desesperado, como se ela fosse uma heroína ou qualquer divindade, apesar da idade seus passos eram firmes e apressados quando consegui me aproximar estava ofegante, mal conseguia falar, tentava dizer algo, mas ela não parava só dizia que não podia parar, tentei acompanhar mas minhas forças já eram poucas, deixei ela ir, mas não a perdi de vista, segui os seus passos, conforme ia por esse caminho já via um movimento carros parados,  animais de todas as espécies reunidos, todas as pessoas no mesmo lugar, tudo me causava estranheza, meio acanhado perguntei a um senhor de chapéu e bengala na mão o quê havia acontecido, ele meio que espantado e indignado me respondeu:

-Você não sabe o que houve, não viu a tragédia que o medo trouxe para nós hoje?

Eu assustado e sem graça respondi que não. Ele então nervoso pediu para que eu o acompanhasse ele ia pedindo licença às pessoas.

-Aqui está garoto essa é a tragédia que o medo causou hoje

-Estático e sem palavras só pude derramar uma única lagrima…

O Beija-Flor havia morrido. Mas como isso aconteceu?

-Como lhe falei garoto foi o medo, a asas desse pequeno acertaram uma cerca elétrica ele nem teve tempo de reação caiu duro e estático. Ele só queria tocar o coração de um homem que pulou o muro da casa e assassinou uma menininha.

Cercas elétricas só servem para matar cuitelinhos.

Read Full Post »

Bons tempos hein

“Não quero uma vitória salpicada pela suspeita”

Assim, Jean Sarkozy, 23 anos e filho do presidente da França, Nicolas Sarkozy, anunciou semana passada que não iria mais concorrer à presidência do conselho de administração da região parisiente de La Défense. O cargo não é remunerado, mas daria a Jean Sarkozy poder sobre a urbanização do maior distrito financeiro da Europa, que já tem 2.500 sedes empresariais.

O filho do presidente denunciou uma “campanha de manipulação e desinformação” contra ele. Sua candidatura havia levantado protestos da oposição, que acusou Sarkozy de nepotismo.

O tema gerou polémica e protestos na França. Na internet circulou uma petição que recolheu mais de 40 mil assinaturas contra Jean Sarkozy.

Os críticos alegavam que a candidatura dele, que está no 2º ano de Direito e já repetiu de ano duas vezes, era uma mostra que a França está se tornando uma “república das bananas” controlada pelo presidente

Aqui, no Brasil, os casos de nepotismo são calados censurando jornais ou chamando os criticos de nazistas. Pois é, a guilhotina já fez um monte de gente com razão perder a cabeça…

Enquanto me perguntava porque não conseguimos impedir certos abusos aqui nos trópicos lembrei de um sambinha do MPB-4, propício para essa época de decisão…do campeonato, claro!!

escuta ai

Read Full Post »

umsegundo2009

REFLEXÃO DE UM SEGUNDO (12)

Se morrer, não dirija!!

Read Full Post »

o-combate-do-carnaval-com-a-quaresma

Havia sonhado com aquele momento a vida toda. As palavras “destaque de escola de samba” começaram a tomar forma naquele ano. Guardara a primeira parcela de seu 13º salário, alguns clientes a mais no salão de beleza e suas economias poucas. Porém, quando chegou o grande dia o seu sonho de carnaval ficou cinza como a quarta.

Ela percebeu que seus pés não sambavam, os braços não acenavam, a mão não batia no ritmo do samba. Na boca o mesmo sorriso estúpido não demonstrava seu terror ao perceber que se tornara mais um manequim de um carro-alegórico.

+++++++++++

A imagem e algumas informações interessantes acerca do tema por aqui…
http://crissimon.wordpress.com/2009/02/20/a-origem-das-especies/

Read Full Post »

Red_Wine_by_MYvonne

Seus longos dedos percorriam meu corpo, tocavam minha pele como se ele buscasse motivos para existir. Cada movimento seu demonstrava o desejo que se arrastava pela densa atmosfera sensual daquele quarto abafado. Ele me desejava e eu sabia que não iria resistir muito tempo a toda aquela lasciva.

.
Ele era mais dono de minhas roupas que eu do meu juízo. Trocava todos os conselhos bem-intencionados pela intensidade daquele beijo. Intenso, profundo, misterioso… Derramava em meu ouvido as palavras mais sujas, confundia minha visão com tantos toques e gostos.

.
Invadiu minha intimidade como quem brinca com a borda da taça de um vinho, seus dedos molhados tiravam do fino cristal as notas mais incandescentes do meu corpo rubro. Naquele momento, desses que ficam suspensos na memória, toquei o inatingível. E ele bebeu meu prazer a talagadas…

Read Full Post »

Older Posts »