Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Abril 2008’ Category

resposta

DIREITO DE RESPOSTA

… ao mundo, ao mundo apaixonado
desculpe-me aqueles que amam,
e como não amo…isso me irrita!
não vocês, que amam, mas o amor em si
e de como ele faz falta, acho que é isso que me irrita.
Leio muitos poemas de amor
porque não escrever algo sobre o des-amor?
não que isso seja um poema,
mas um reflexão,
do invejosos que não conseguem amar
daqueles que se apoiam na patifaria!
daqueles que tem alguem
mas não sabe oque é
e não é amor, é sexo….caros, isso não é pecado!
daqueles que simplesmente não tem ninguem
que se apoiam nos amigos ,familia, trabalhos…ou em si msm…
mas…sei lá….
só sei q não quero pensar nisso…se não eu mudo…fico sensivel demais para ser a “Pio”
isso me quebra, totalmente ao meio…
não que isso não seja eu
é, mas bem lá do fundo
e não que eu não queria que todo mundo visse esse “eu” por ai
mas acho que assim “eu” perco a graça”

Luciana.

Anúncios

Read Full Post »

UM

dezembro1

UM

Tenho tentado escrever sobre muitas coisas, mas nada flui como quando escrevo de amor. Agora mesmo estava tentando escrever sobre o que me perguntaram esses dias. O que me perguntaram? Me perguntaram se alguma vez eu tinha me questionado sobre o que eu estava fazendo aqui no mundo. Ai eu respondi:

-Todos os Dias.

Mas só consegui chegar até aqui, não consegui mais escrever o texto, tá certo que não tenho muita paciência pra esperar a idéia surgir, não gosto de sentar em frente ao computador e ficar vendo aquele pontinho piscando como se me perguntasse:

-E ai amigão vai fazer alguma coisa ou vai ficar ai me olhando.

Diferente do papel e da caneta que te oferecem algo além das letras, se não tem o que escrever desenha, risca, podemos fazer qualquer coisa que não seja olhar para um ponto idiota piscando na tela. Tá eu sei que não é um ponto é um pauzinho, mas achei meio feio escrever pauzinho.

Mas retomando meu raciocínio, tenho dificuldade em escrever sobre qualquer outro assunto que não o Amor. Não que eu fale bem de amor, às vezes eu até acho que digo algumas coisa legais, pra falar a verdade acho que ultimamente tem saído muitas coisas legais, e não sou eu que estou dizendo são algumas pessoas que dizem isso. E eu acredito nas pessoas que falam isso. Só não diga que gostou achando que vou ficar contente com isso, ficaria se fosse verdade, mas a gente sabe quando estão mentindo.

As chances de eu reler este texto e apagar são bastantes grandes, porque tá uma coisa sem pé nem cabeça. Não concorda comigo nobre leitor?

Aliás já que perguntei a você sobre este texto, o que você acha dos outros?

Diz ai, não custa nada, não precisa nem se identificar essa é a hora de você ser qualquer pessoa, invente um personagem pra você, se livre de seus valores morais, xingue se for necessário, diga o que vem lá do seu coração não seja racional agora.

Mudando de assunto mais uma vez e voltando ao inicio do texto, muitas vezes uso a palavra inicio porque tenho uma certa dificuldade em escrever começo nunca sei se é com ç com s ou qualquer outra letra que tenha o mesmo som. Mas voltando, parece que está saindo algo que não seja de amor, né? Mas você pode ver que fica uma coisa um pouco sem sentido. Faz o seguinte, vai lendo os textos abaixo, e vê os que falam sobre amor. São bem melhores, não acha? Seja sincero!

Bom já falei muito, mas pra não perder minha linha de raciocínio vou falar umas três linhas só sobre amor, ou quatro talvez. Depois me diga o que achou.

Nunca acreditei em amor a primeira vista. Se não acreditava como poderia acontecer comigo? Mas aconteceu. Foi no dia primeiro de dezembro de 2007 ela estava lá, linda, nem precisaram dizer quem era eu já reconheci assim que entrei. Era ela, a mulher da minha vida. Estava ali na minha frente, nem pude acreditar no que o destino havia me preparado. Mas você acha que foi fácil? Foi nada, ouvi uns trezentos e noventa e nove nãos, esses foi o que eu contei depois teve mais alguns, mas ai teve o momento sublime, o beijo, sabe aquele beijo que faz o mundo parar, que nada importa ao seu redor, a única coisa que importa é ela? Então foi assim. Em uma festa conheci meu grande amor, você não faz idéia do quanto ela é linda. Nem adianta tentar imaginar que você não vai conseguir. E o brilho que ela traz nos olhos, ah! Como são lindos seus olhos. Dizer EU TE AMO!!! Não representa o tamanho do amor que sinto por ela preciso de ajuda preciso criar uma palavra que dimensione o meu amor por ela. Infinito até cabe, mas ainda é pouco.

Read Full Post »

diary

Em uma página de diário:

Te procurei estendendo meu braço para seu lado da cama, não sei se pela falta que sinto ou se por força do hábito. O lençol frio me trouxe de volta a realidade de mais um dia. Ahh, como sou burra! Por um instante cheguei a esquecer o que fizeste comigo, esqueci que deve estar acordando do lado de outra, dando bom-dia e distribuindo sorrisos matinais para aquela sem-vergonha. Nosso sorriso, como pode entregar nosso sorriso para outra??

Me trocou da maneira mais suja que pode ter, me trocou por um tesão e nada mais. Eu te abri às portas do mundo enquanto ela apenas as pernas! Achava que você era tão melhor que isso…

Achava que nossas noites representavam algo, as marcas de amor em nossos lençóis ainda sangram ao relembrar seu rosto de menino repousado em meu peito nu. Cachorro! Como pode trocar toda a intimidade que tínhamos, toda nossa poesia sensual que criamos pelo curto espasmo de uma transa mal-dada?

Um decote vulgar e desrespeitoso vale mais que tudo que construímos juntos??

Vejo, no fim das contas, que não aprendeu nada comigo. Acho que dói mais que a dor da troca é ser trocada por alguém que nem você merece. Lindo, diz para mim que está fazendo isso só para me mau-dizer, diz que é mais uma de suas birras que já não suportava mais.

Não percebeu que nos afastávamos, achava que todos os sinais que te dava eram chatices minhas, ou minha TPM a lhe atrapalhar a vida. Os abraços se tornaram parcos, soltou minha cintura, já não caminhávamos de mãos dadas e assim nossos beijos foram perdendo o sabor. Tínhamos uma sintonia que achava tão nossa, tão especial. Eu não merecia seus beijos de boa-noite com o amargo batom da traição.

Tirando as coisas atiradas no chão, nossa rotina ainda está suspensa esperando sua atitude, nossas escovas-de-dentes, meu pijama que era sua camisa velha e puída, sua ridícula caneca de pôker, estávamos todos esperando uma atitude sua. Frouxo, um homem sem atitude vale menos que um urinol. Não és digno nem em minha memória. E eu que te admirava tanto só fiquei com uma lembrança apagada do que você era.

Não teve nem coragem de ir embora, até para isso precisou de mim, não encarou os fatos a lhe entregar, o adultério incontestável e detestável. Não encarou minha alma nem o seu próprio caráter. Te mandei sair de minha vida antes que eu a tornasse mais curta. Filho-da-puta! Negou como todos os cretinos negam. Sem perceber que negava a verdade: o nosso amor  e o pior, negava a si mesmo.

Me deixou solteira numa cama de casal com a lembrança de nossa última vez. Não sei se foi pelo tempo que já não me procurava ou se por culpa, mal começamos e você já foi se afobando todo, sujando minhas pernas. Ahh quanta diferença!  Onde estava aquele homem que me estremecia, que tinha as costas marcadas pelas minhas unhas e um milhão de mãos a me acariciar?? Talvez mais preocupado apenas com seu prazer. Talvez com o pensamento em outra.

Sozinha cuidarei de mim, agora olho para a pessoa que ignorava nos últimos tempos. EU. Nosso amor é ferida aberta mas também cicatriza. A ti, desejo-lhe toda a sorte do mundo, saiba as lágrimas que molham esse papel não cairão mais por ti, não as merece, não tornarás a beber minhas lágrimas. Gostaria de mostrar a mulher que perdeu, mas acho que isso você jamais reconhecerá. Achei que fosse você, achei que valia a pena e por achar foi que me perdi. Saiba que você será apenas mais um para ela, e ela será apenas a primeira que você buscará o conforto de meu peito nu.

Em vão.

Sou única.

E agora já não me tens.

Read Full Post »

ceu

MAIS
O que eu vou fazer de hoje em diante?
Amar mais
Ser mais gentil
Amar mais
Ser mais Humano
Amar mais
Ser mais Cordial
Amar mais
Ser mais Paciente
Amar mais
Nesse mundo de tanto egoismo, vou Amar mais minha namora, meus amigos.

Nesse mundo de tanto egoismo, vou nadar contra a maré

Read Full Post »

self_portrait

10 Passos para vencer a Teimosia (ou presente de inimigo secreto para seu amigo)

1. Repita em voz alta: Eu não estou sempre com a razão. Este é seu primeiro passo para vencer a teimosia.

2. Aceite críticas construtivas.

3. Enxergue o mundo com os olhos do novo, ou a teimosia irá te derrubar.

4. Aprenda mais de uma maneira de fazer as coisas.

5. Você pode estar enganado. ACEITE ISSO.

6. Opiniões diferentes não são necessariamente erradas. O que é verde-água para você pode ser verde-musgo para outra.

7. Aceite o que te falam, mesmo sem provas concretas.

8. Opiniões são sempre pessoais, não imponha a sua!

9. Aprenda um novo mantra:

“Eu errei. Como posso fazer diferente?”

10. Você têm salvação.


NOTA DA REDAÇÃO:

Testado e aprovado por um dos nossos. Parabéns!

Read Full Post »

chueh01

Nunca tinha passado por tal estado, tentei me comunicar, mas ninguem me via, gritava e ninguem me escutava, só
pude chegar a uma conclusão. Estava morto. Mas morto, como assim? me sentia tão vivo. Fui fazendo uma
retrospectiva de meus ultimos dias, e pude perceber que me suicidei, jamais havia passado em minha cabeça
cometar tal ato de covardia, mas cometi, sabia que estava me matando, mas continuei alimentei aquilo que me
consumia, alimentei aquilo que fazia eu não ser quem eu sempre fui. Doiá. Quanto mais eu alimentava mais doiá,
o aço da navalha não era capaz de produzir uma dor maior que a desse alimento. Alimento da Alma, alimento dos
poetas. Foi de amor que eu me alimentei nos meus ultimos dias, e foi por amor que dei meu ultimo suspiro, agora
aqui estou inerte a tudo que acontece, tentado pegar no ar o perfume do amor, mas minha luta é vã, não posso
desse lado me alimentar de amor, este é um sentimento humano, e já não sou mais um, sou apenas pó. Mas eis que
sou surprendido por um barulho que entra em meus ouvidos retomo minha conciencia, tudo não passou de um sonho,
mas do sonho ainda resta meu alimento, o AMOR, e é assim que vou vivendo, amando, doendo, mas vivendo,
sorrindo, doendo, amando, vivendo, cantando, amando, doendo. Assim fui, assim sou e assim sempre serei, minha
essencia é o amor, não sei ser outra coisa, não sei ser menos intenso, vou ser assim até o fim, perdi muito por
ser assim, espero não perder mais. Amor, desculpa, mas eu sou assim. E esse eu não tenho nem que dizer que não
é um sentimento meu, porque esse é só meu, só eu te amo assim só eu vou te amar tão intensamente.

Pretencioso? Pode até ser.

Mas duvido!

Read Full Post »

chico1

Chicos existem muitos no Brasil, mas Buarque só tem um. Eu nunca tive muitas histórias pra contar, talvez algumas brigas na rua, dizer que corri por entre becos de favelas, repeti a terceira série, cortei meu braço e levei treze pontos, disputeis alguns campeonatos de futebol, ganhei algumas medalhas, sempre caia e batia a cabeça quando minha mãe estava lavando a cozinha mas, essas histórias todo Chico têm. Queria ter mais, num apareci nem em jornal de bairro, quem dera ter aparecido na TV, sou um ilustre desconhecido enquanto pedem autógrafos para ele na Hungria ou outro país qualquer que não sei a capital. Queria ter respondido calado a qualquer professor meu “você pode ter me reprovado, mas em casa eu tenho um canudo com a casa do Niemayer.” Mas não pense também que não temos nada em comum, eu jogava bola com meus amigos quando era moleque depois crescemos e ficamos conversando em volta de uma mesa de bar, mas repare, meus amigos eu conheço, os amigos dele você conhece: Bob Marley, Vinicius de Moraes, Caetano Veloso, uma moça chamada Elis. Já participei de festivais, na platéia, mas eu estava lá. Até hoje a única a me censurar foi a minha própria consciência nem nunca sofreram violência por causa das coisas que escrevi, ele não gosta de lembrar isso, mas quase explodiram um teatro por causa de uma peça dele. Queria ter escrito um livro, queria ter feito uma música, não falo inglês muito menos francês, não sei desenhar cidades nem inventar historias. O que sei é sou apenas um Chico, e isso basta para meus amigos, mas queria ser filho de Dona Maria Amélia. Quando meus filhos nascerem vou cantar Saltimbancos para eles, e me esforçar para inventar uma história de ninar, mas duvido que vire livro como Chapeuzinho Amarelo. Vou vivendo minha vida, não à sombra de meu xará, mas sob sua luz, brincando de reunir palavras, cantarolando cantigas de amor, sigo admirando seus passos, tornando assim minhas pegadas mais firmes.

Sou Chico, mas eu queria mesmo era ser Buarque.

Read Full Post »